dia-nacional-saudebucal231015

O que é a Dentística Restauradora?

Dentística restauradora é a área da odontologia que engloba as restaurações. As restaurações em resina, também conhecidas como restaurações brancas, são muito utilizadas hoje em dia, seja para restaurar cavidades de cárie, trocar restaurações antigas, ou para melhorar o formato dos dentes. As resinas são materiais que conseguem imitar perfeitamente a estrutura natural dos dentes, têm características semelhantes à do esmalte e dentina. O objetivo da Dentística restauradora, é devolver não só a função mastigatória aos dentes, mas restaurá-los e até transformá-los, de tal maneira que pareçam o máximo possível com dentes naturais.

Quais os tipos de restauração?

Restauração de Direta

restauracao

O procedimento para fazer uma restauração dental direta “começa removendo a parte do dente que está deteriorada usando brocas de desgaste de esmalte e dentina.

Restauração Indireta

onlay-inlay3

Na técnica indireta de restauração dental, o dentista faz um preparo do local, depois a moldagem do dente e o envia a um laboratório de próteses para a confecção.

Restauração Precisa

cerec-barcelona-clinica-dental-padros-ceramic-without-metal

Nem sempre é preciso confeccionar a restauração fora do consultório. A tecnologia CAD/CAM permite esculpir o dente e realizar o procedimento de forma muito precisa e ágil.

O procedimento para fazer uma restauração dental direta “começa removendo a parte do dente que está deteriorada usando brocas de desgaste de esmalte e dentina. Depois, limpamos esta área e preenchemos a cavidade com um material restaurador.

As contraindicações da restauração direta só existem quando a cavidade é muito grande proporcionalmente ao tamanho do dente, quando atinge uma área próxima da gengiva ou quando é muito profunda. Nestes casos, é preciso fazer uma restauração indireta ou outros tratamentos específicos indicados caso a caso, como o canal.

Os materiais mais utilizados na restauração indireta são:

Resina

Atualmente, a restauração dental com resina é a mais utilizada nos consultórios de dentistas. Isso porque ela tem vários benefícios, como:

– Alta durabilidade;
– Capacidade de resistência à mastigação;
– Sistema adesivo de qualidade, ou seja, é fixada ao dente facilmente e dificilmente se solta;
– Material maleável para o trabalho do dentista, endurecendo apenas com a ativação via luz (fotopolimerização) – o que permite que o profissional trabalhe no dente o tempo que for necessário para ter um resultado satisfatório.
Além disso, a resina tem um grande apelo estético: “Esse material possui diversas tonalidades e transparências, o que faz com que, através de misturas, seja possível igualar ao máximo a cor e formato do dente natural da pessoa”

Ionômero de vidro

A principal indicação do ionômero de vidro é para pessoas com alta incidência de cáries, principalmente em crianças com dentes de leite. “Isso porque o material libera flúor, o que ajuda a combater este número exagerado de cáries”,

Este material costuma ser mais barato do que a resina, mas não tem tantas propriedades estéticas e não é tão resistente à mastigação quanto ela. Ou seja, a tonalidade pode não ficar tão parecida com o dente original e o tempo de duração do material costuma ser um pouco menor.

Na técnica indireta de restauração dental, o dentista faz um preparo do local, depois a moldagem do dente e o envia a um laboratório de próteses para a confecção. Após este processo, ele realiza a cimentação desta restauração no local. Alguns consultórios também estão preparados para fazer a confecção do dente na própria clínica, sem a necessidade de enviá-lo para o protético.

“O maior problema da restauração indireta é a dureza do material, que é mais resistente que o dente da pessoa, por isso precisa estar bem ajustada dentro da boca para não provocar um impacto e grande desgaste nos demais dentes

Os materiais mais utilizados na restauração indireta são:

Porcelana

A porcelana é o material mais utilizado nas restaurações indiretas. Isso porque ela é resistente e tem um bom apelo estético, fazendo com que seja possível se aproximar bastante da cor natural do dente.

Cerômero

O cerômero é uma mistura de porcelana com resina, sendo mais resistente que a resina, porém menos que a porcelana.

O material é mais barato do que a resina, apresenta uma boa durabilidade e também tem apelo estético, ficando parecido com o dente original.

Tanto no caso do cerômero quanto da porcelana, para fazer com que o dente fique com a cor mais parecida com o original, o dentista costuma incluir fotos no pedido para que o protético possa analisar a cor e confeccionar a restauração a partir desta informação.

O exclusivo sistema CAD/CAM para restaurações individuais de cerâmica que em apenas uma consulta utilizado pelo Centro Odontológico R8.

A técnica do CAD-CAM se baseia em três etapas: o escaneamento do(s) dente(s) que serão confecionados pelo sistema, as informações sobre o dente são transferidas para o software que desenhará a restauração (CAD) e por último o sistema de fresagem construirá sobre um bloco de porcelana a peça para restauração.

A ferramenta de digitalização (scanner) transforma a geometria real do dente humano em dados digitais que são processados pelo computador e o software transforma esses dados na peça de restauração que será colada ao dente.

Quais são os benefícios?

– Mantém a integridade do dente natural.

– Mantém o dente vivo(diferente do tratamento de canal que se faz necessário desvitalizar o dente).

– Recupera e proporciona uma estética mais harmônica para sua boca.

– Não é um procedimento agressivo.

– Grande facilidade de manutenção.

Marque sua consulta!